quarta-feira, 26 de junho de 2013

NOSSA PRINCIPAL MOTIVAÇÃO

Humanos, nada mais que o egoísmo nos move. Este sentimento decorre do fortíssimo instinto de sobrevivência, aguçado desde que, há milhões de anos, descobrimo-nos tão frágeis e despreparados para viver e procriar.
     segundo recentes estudos firmados na genética e no mapeamento da espécie humana, houve um momento no qual ficamos a um tico da completa extinção.  Disso decorre que todos, eu disse, todos os modernos humanos descendem de uma única mulher. Esse momento ficou impresso no que denominam inconsciente coletivo, que eu não sei se existe mesmo. O que sei é que nosso extremo medo da transitoriedade da vida nos levou a religiões códigos morais e comportamentais, polícia, justiça e outras maluquices do tipo. No fundo homens e mulheres só querem  mesmo a auto preservação. Para que? ora, por que vocês acham que existem mais espelhos no mundo que seres humanos?
     Isso dito, voltemos ao egoísmo: é o mais intenso dos sentimentos, o único, mesmo, que nos move para a frente. sem desculpas, sem falsos dogmas morais/religiosos, tão bonitos e tão mais falsos que a própria falsidade em si. Apesar dos disfarces, das camuflagens, máscaras e fantasias, somos todos fascistas. Não só a "classe média", nomeada faz pouco pela filósofa Chauí. Esta classe é apenas oligofrênica, formada por imbecis incuráveis e possuidores de um DNA mais defeituoso ainda que o genoma "normal" ou com "só uma" falha na pauta. Somos todos filhos dessa pauta.
     Então ficamos assim: vamos para as ruas protestar, jogar pedra nos que representam a "autoridade" ou o "poder" ou o nome que quiserem dar: o melhor a fazer é jogá-las para cima e botar a cabeça na trajetória descendente. ADEUS.

terça-feira, 25 de junho de 2013

UM AUMENTINHO DE NADA... GENTE EXAGERADA! (ou "ANIMAL FARM")

"ESSE SISTEMA QUE JÁ ENLOUQUECEU AS VACAS,
ESTÁ ENLOUQUECENDO  OS HOMENS!"
(Ahmed Ben Bella)
 
     As vacas perante o insofismável facto de que o brejo fica mais embaixo, soltaram em uníssono um formidável "muuuu!" e piraram completamente. Para surpresa alegre dos humanos (e dos bezerros, "também seres humanos uai!") passaram a dar leite com ecxtasy, mijo com LSD, bosta da boa maria juana, carne que era viagra pura e bezerros de cinco cabeças, oito patas, quatro rabos  que já nasciam sabendo e topando qualquer abominação, ôba!
     E eis que então, em um dos mais sórdidos, disciplinados e ordeiros cantos da lata de lixo enferrujada um embrião aos berros declarou-se malparido, bruceloso, gravemente míope e que preferia ter nascido miss. Dito isso morreu e os restos da explosão contaminaram o rebanho adjacente, sem contar o racho no muro da represa. Diabo Louro, tomado de surpresa, tomou mais duas e gritou "currupaco!" deixando o diretor furioso pois era para dizer dos poderes do tal do povo, seu estúpido a lambedeira já tava na mão a mocinha loira passou e ele gritou de novo currupáco papaco! A mocinha andou em sua direção ele foi em vista dela, o Sol fulgia, a luz se foi. apagão de Norte a Sul, no Oeste os haitianos seguraram o barco, no leste tava todo mundo chapado,  o patrão disse que era o govêrno, esse falou mal da imprensa as TVs linkavam o planeta, reclames aos borbotões compre, pegue, empreste um dia paga, muuuito tempo para pagar!
     Quem falou o que de quem, informação, bêibi, it's power, see? Not powder, at least I only want do sell my fish ô cara!
     As meninas ficavam umas gracinhas de unhinhas pintadinhas de flores e ramos decorados, os pés imitando garras de carcará, que nem! As secretárias descolavam um extra posando peladas para as revistas, o asfalto só precisa de recapear aqui e ali, nada muito complicado, um que outro motorista mais afoito, pra não dizer tremendo de um barbeiro, e aí a família vem reclamar, ô seu Nélson tira quinhentos aí da verba de representação e diz que é pro enterro, saco, minha mulher me mata se souber, mas a gente vai, sim andar de  barco pelo Danúbio, promessa é promessa.
    
 
§§§§§al
 
 
 
     A tardinha cai: de dentro do barquino um peixe descomunal, mamando um potentíssimo charuto de cinza cor de cinza, sorri simpaticamente para mim. Aceno de volta e o cadáver do Clóvis Bornay (solteiro, natural de Maxambomba, RJ), passa boiando. coberto de algas do Mar de Mármara, plumas de Nilópolis, pérolas de Senador Camará(brasileiro, casado, sem mais informações), lantejoulas de Bonsucesso e paetês de Campo Grande. Então ele afunda com todo aquele peso e lá embaixo é a Prado Júnior(brasileiro, solteiro, estatura mediana, natural de Guapimirim, RJ) onde ele se estatela no asfalto e fica brilhando intermitentemente. Famosos e saborosos sanduíches de pernil revoluteiam aloucadamente e transam na frente de todos, pernil com pernil, sei eu lá mais o que com o que.
     Outros figurões de suspensórios e calças listadas bóiam por ali, extremamente sérios e anotando tudo. vai para a internet e depois foge para a Súcia, digo, Sueca - ops, cês sabem o que eu quero dizer. ELES NOS VIGIAM A TODOS!! Adereços, confetes, vidros de Rodo, e os metálicos também, serpentinas borradas mesclam um masssa informe e descolorida que entope a boca do Rio Carioca, O holandês (flamengo, nascido em 1493, amancebado) fica muito puto da vida: poluiçom,non! fom poluir o xw@#z* da z##w$& que os parriu!  Então a praça do Índio começa a encher,  e ele, Cuautemóc, em pânico depois de décadas de convivência e amizade, me confessa que nunca teve tempo de dar uma descida do pedestal e ir até o aterro da praia do Flamengo aprender nadar. Os esqueletos de velhas palradoras se põem a cantar à roda, é "parabéns pra você", aqueles púdôus fedorentos e de dentes apodrecidos de tanto açúcar, mordem a todos e a si próprios completamente loucos, mijando nos olhos de quem olhar, dizem que cega. Na hora de bater palmas sempre caem uns ossinhos aqui e ali, um pedaço de carne grudada, os peixes se aproximam e...
     No alto do Morro da Viúva galináceos de espécie vária começam a voar. A princípio tímidos, logo após temerários e velozes, e então tal como ases alemães da primeira guerra extrapolam com seus voluteios qualquer descrição. Grasnam crocitam, berram gritam, cacarejam desbragados enquanto cruzam o ar indo para os lados de Botafogo, onde capricham nos desafios a prórpria estrutura das máquinas, no caso seus frágeis corpinhos de ossos vermelhos "loopings", "tunneaus" mergulhos, parafuso, colisões frontais evitadas no ultíssimo instante, tudo isso vertiginosamente, rasgando o azul dos céus e e o verde de nossas matas. "Filhos da Puta!!" gritam os rasgados. Os mares plácidos iam falando besteira, como é do seu usual, mas tsunâmis fúlgidas, silenciosas e rápidas como Bruce Lee já adentravam a barra lambendo os beiços. Virá que eu vi.