quinta-feira, 25 de agosto de 2016

O ATRASO AINDA MAIS AMPLIADO




SABEM a causa desses "engarrafamentos" políticos que ora e vez nos assolam, causando um nevoeiro institucional onde todos mentem descaradamente, tonitroando serem os verdadeiros donos da verdade? 

É SIMPLES: apesar de estarmos entre as dez maiores economias do Planeta, não somos capazes de possuir, em todo o território brasileiro, fração sequer do número de bibliotecas existentes até mesmo em países muito menores que o nosso.

E PARA PIORAR, as poucas existentes acabam sendo fechadas indefinidamente! 

É O QUE ocorre na Capital do País, onde a Biblioteca Demonstrativa de Brasília está fechada há pouco menos de DEZ anos, sem previsão de reabertura!!

"VERBAS" dizem compungidos, com a mão cobrindo o sorriso sardônico,  milhares e milhares de regiamente pagos"aspones" dos mais diversos feitios e colorações, ainda a pouco aplaudindo o fraco desempenho nas Olimpiadas do Rio em contraste com o custo fantástico da promoção comercial.
ONDE por sinal foi encontrada (mais) uma roubalheira de milhões e onde também cada medalha foi obtida pelos heróicos atletas a custo de muito suor, enquanto os "donos" do esporte mamavam em gordas tetas de "gorgetas",  "jabaculês" e "propinas" das mais diversas e obscuras fontes.

ENTENDERAM, NÃO?  

É BOM LEMBRAR...



EFEMÉRIDES:
Há 62 anos Getúlio Vargas, Presidente do Brasil, suicidou com um tiro no peito. Naquela ocasião, era um velho político gaúcho, adorado pelo povo, odiado pelas elites: banqueiros, industriais, proprietários de (sic) "empresas jornalísticas", ricos, milionários, etc. 
     HAVIA percorrido toda uma longa estrada política, começando na paróquia rio grandense do Sul, depois na Capital, como Ministro das Finanças do Presidente Washington Luiz, a quem depôs em um Golpe de Estado que, na época,  foi chamado de "Revolução".
     POUCO  tempo depois inspirado nos brutais exemplos vindos da Europa e suas massas entusiasmadas com o fascismo em Espanha, Itália, Portugal e, principalmente, na Alemanha, criou o "Estado Novo" uma tirania despótica e sem sentido que causou ao país inúmeros prejuízos de toda ordem, além da violência então institucionalizada pelo DIP, o DOPS e outras nefandas siglas.
     FINALMENTE deposto em 1945, através de Golpe de Estado perpetrado por militares, concorreu à sucessão, em 50, do Presidente Dutra.
     NESSA nova investidura no cargo de Presidente, Getúlio, que permanecia no coração do povo (que parece adorar demagogos populistas) logrou fazer um governo extremamente oposto a tudo que havia sido feito no período republicano, promovendo e incentivando a criação de uma verdadeira infra-estrutura em áreas onde o país estava entregue à cupidez do capital internacional. 
     criação da Petrobrás, BNDES e inúmeras outras estatais, seriam ossos sadios em um grande esqueleto nacional. Este serviria de arcabouço para a forte musculatura que ali se desenvolveria, transformando  radicalmente o país. De pobre, atrasado, ignorante e doentio, o povo iria em breve tempo conquistar e usufruir dessa fenomenal mudança. 
     A ELITE dominante ou seja, os acima nomeados, tomou-se de ódio por aquilo que consideraram uma "traição" do Presidente. Esse ódio foi se intensificando exponencialmente, até desaguar na crise de julho/agosto de 1954, quando, neste dia 24 daquele ano chegou-se ao desfecho com o tiro no próprio peito  daquele senhor de então 72 anos.
      O RESUMO desta história coincide com o momento atual, semelhante a tantos outros em nossa horripilante história de país bárbaro: Os governantes brasileiros são depostos pelos seus acertos, quando contrários à prepotência e ao desmando dos privilegiados. O povo? ora, o povo assistiu, como sempre nessas tragicomédias, bestificado.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

ORA PÍLULAS!




- DEUS inventou a imprensa; o diabo, os jornalistas.
- BRASÍLIA cada vez mais. Corrupção não é Geografia: é ubíqua patifaria.
- ESCRAVIDÃO é vil. Assim como os que acham que ela foi extinta ex abrupto no Brasil.
 - MANDA quem pode; obedece o néscio; finge obedecer quem se imagina esperto; afronta o tolo.
- HONESTE vivere; neminem laedere; suum cuique tribuere. 
- PENA a ser sentenciada aos corruptos: todos sabem, ninguém tem coragem de dizer. 
- REFORMULAÇÃO: Deus inventou a imprensa e o meio de comunicá-la; o diabo, a indústria da informação. 
- O SÁBIO procura saber; o idiota sabe.
- A FÉ é humana; as religiões matam.
(outro dia tem mais.) 

domingo, 14 de agosto de 2016

D I A D O S P A I S






     OS PAIS  das pessoas da minha geração tinham por norma o decoro. A palavra explica-se por si, sem maior necessidade de definições.
     NAVEGANDO por sítios da internet, verifico que os comentários apostos ao noticiário publicado, têm por autoria verdadeiros celerados, os quais tal vocábulo, "decoro" certamente significa algo feito ou revestido do material obtido com a pele de certos animais, principalmente bovinos.
     SÍTIOS que exibem um resumo noticioso em suas primeiras páginas "adoram" e na minha opinião estimulam essa -  ao fim lucrativa - exposição de desequilíbrio psicológico e de criminoso ímpeto (na boçal e ínscia ilusão de estarem cobertos por anonimato). Por isso esses tais fazem questão de veicular essas injúrias, difamações  e calúnias sob o pretexto malicioso de que a net "é livre" - fingindo desconhecer o caráter delituoso desses "comentários".
     "SÃO APENAS NEGÓCIOS", convencem a si próprios, uma vez que esse tipo de intervenção gera debates e ofensas ominosas, num efeito multiplicador sobre a audiência e a consequente valorização da publicidade da qual vivem esses sítios.
      ESPERO que, uma vez passado esse tristíssimo e vergonhoso episódio político que estamos vivendo, a Polícia intervenha afinal, para escumar definitivamente tal corja. E que afinal, julgados e condenados, a Lei os alcance também para que possam ser tratados em instituições psiquiátricas existentes para tal finalidade.
     Por que lembrei disso na data específica de hoje? Por que o "Dia dos Pais" afinal, é uma comemoração visando o lucro comercial, no fim das contas, quase como as tais veiculações delituosas descritas acima.