domingo, 18 de setembro de 2016

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM O BRASIL?


      NOSSA INGENUIDADE política nos traz acorrentados a crises, em sua maioria pré-fabricadas, as quais nos cobram um preço exorbitante pelo imobilismo no qual quedamos. 
      
      NÃO MAIS existem adversários políticos mas sim inimigos, à ponto de quase chegarem a eliminação física uns dos outros - e já chegaram inúmeras vezes.
      
       DITO ISSO, a conclusão possível é que todos, sem exceções, todos  aqueles que podem, puderam ou poderão usar de meios escusos para se locupletarem financeiramente, assim o farão.

      ENTRETANTO isso não é uma característica de determinado país ou de um povo em particular: característica humana,  é prática comum a todas as demais nacionalidades e etnias, tão antiga quanto as demais. "A ocasião faz o ladrão", um ditado antigo e infelizmente verdadeiro.

      O QUE PRECISAMOS é de mecanismos (não de leis, que já as possuímos em demasia!) efetivamente funcionais que previnam, coíbam e impeçam que, como atualmente, sejam essas ofensas penais tão facilitadas, tão corriqueiras. 

      EM NADA ADIANTA, a não ser a outros povos e nações - essa atitude generalizada de acusações mútuas e ofensas que por serem tão comumente utilizadas alcançaram o patamar de coisas triviais e, na prática, inofensivas. Trivial e inofensivamente tão cancerígenas a um povo, a um país como todo.

      JOGAMOS PEDRAS uns nos outros; isso é extremamente gratificante, à medida que nos dá impressão de, com isso, ficarmos isentos da culpa que temos: será? 

      FAÇO MINHAS as palavras daquele sábio homem que admoestava os agricultores que insistiam em cuidar da folhagem das plantas: "atentem, oh néscios! Curem as raízes, a infraestrutura; é assim que se curam  plantas e  povos! Cultivem-nas e as eduquem, o resto acontecerá per si!"  

      PENSEM bem: o Brasil, dessa forma dividido e em vias de radicalização irreversível, a quem aproveita? Cui Prodest ?    


Nenhum comentário:

Postar um comentário